Terça, 30 de Novembro de 2021
°

-

Dólar
R$ 5,61
Euro
R$ 6,32
Peso Arg.
R$ 0,06
Anúncio
Geral Histórias africanas

Saiba como Kadhafi morreu

O plano odiondo contra líderes africanos

19/05/2020 às 15h41
Por: Paulo Mahlalele Fonte: África Profunda
Compartilhe:
Saiba como Kadhafi morreu

Em 18 de agosto de 2011, Muammar al-Gaddafi deixou Trípoli e fugiu para Sirte, onde viveu seus últimos dias muito atormentado, lendo livros e fazendo anotações, fazendo mudanças de esconderijo em casas abandonadas a cada três ou quatro dias, no final, ele e seus comandados não tinham água, energia ou comunicação com o mundo exterior;

Em 20 de outubro de 2011, foi formado um comboio de mais de 40 veículos que deveria fugir de Sirte antes do amanhecer em direção à aldeia de Jaref, localizada a 20 quilômetros a oeste da cidade sitiada, para que o líder deposto pudesse passar seus últimos momentos no local onde havia nascido, mas o comboio somente partiu por volta das 8 horas da manhã e aviões da Otan rapidamente atingiram um dos veículos do comboio, o impacto da explosão acionou osairbags no carro em que estava Muammaral-Gaddafi, que sofreu uma lesão leve na cabeça ou no peito, foi um momento de caos, confusão e horror;

um segundo ataque aéreo causou um maior número de vítimas e atingiu o carro onde eles estavam e, por isso, eles tiveram que tentar continuar a fuga a pé, mas foram cercados por partidários do novo regime e tentaram se proteger em tubos de drenagem;

Enquanto tentava se proteger, foi atingido por estilhaços nas costas e perdeu a consciência, razão pela qual não sabe de detalhes posteriores relativos à morte do líder deposto;

Captura Às 08:30h (horário local), uns 75 veículos que, além de MuammarGaddafi, também transportavam seu filho Mutassim e o comandante militar Abu-Bakr YunisJabr tentaram fugir de Sirte em alta velocidade, mas foram atingidos por um avião de guerra francês a aproximadamente 3 ou 4 Km a oeste da cidade, perto da rotunda ocidental.

Esse primeiro ataque destruiu apenas um veículo e o comboio se dispersou em vários grupos, o grupo onde estava Gaddafi mudou a direção de fuga em direção ao sul e foi atingido por um segundo ataque que destruiu 11 veículos, inclusive o que conduzia o líder deposto, que tentou continuar a fuga a pé, procurando refúgio em dois tubos de drenagem, mas foram cercados por forças rebeldes.

Gaddafi foi capturado por volta do meio-dia. Muammar al-Gaddafi foi anunciado oficialmente como morto após o Conselho Nacionalde Transição da Líbia dar uma nota à AlJazeera.

1. antes da captura, Gaddafi foi ferido por estilhaços de uma granada de mão, que matou seu ministro da defesa Abu-Bakr Yunis Jabr;

2. após a captura sofreu perfurações no traseiro causadas por uma baioneta que resultaram em uma grande hemorragia que deu causa à sua morte;

3. Gaddafi já estaria morto quando uma bala atingiu sua cabeça;

4. os partidários do novo regime também executaram seu filho Mutassim e mais de sessenta partidários do regime deposto;

5. o médico que realizou a necrópsia foi ameaçado de morte para manter suas descobertas em segredo;

Enterro em local secreto

Após a morte o corpo foi colocado em uma câmara frigorífica na cidade de Misrata, ao lado do corpo de seu filho Mutassim e do comandante militar Abu-Bakr Yunis, o enterro foi adiado, em meio a disputas para determinar onde os corpos seriam enterrados, na época debatia-se se o enterro ocorreria em Misrata, em Sirte (cidade natal do líder morto) ou em outro lugar, no final decidiu-se enterrá-los em um lugar secreto para evitar que o local do enterro se convertesse em um santuário.

Em 23 de outubro de 2011, foi revelado o testamento de Muammar Gaddafi, no qual ele revelava o desejo de ser enterrado no túmulo de sua família em Sirte e pedia aos seus partidários que continuassem a resistir e a lutar contra qualquer agressão estrangeira contra a Líbia,[18][19] mas seu desejo de ser enterrado em sua cidade natal não foi atendido, apesar dos apelos de sua tribo, que também queria enterrar seu patrono e líder em Sirte, pois em 25 de outubro, Muammar Gaddafi, seu filho Mutassim e o comandante Abu-Bakr Yunis foram enterrados em um local secreto no deserto líbio, antes do enterro houve uma cerimônia religiosa, presidida três líderes religiosos que apoiaram o líder deposto até o fim: Khaled Tantoush, Medina Shwarfa e Samira Jarousi, que contou também com a presença de: Sharif al-Gaddafi, sobrinho neto de Gaddafi; de dois primos: Mansour Daou e Ahmed Ibrahim; Huneish Nasr, motorista pessoal por um longo período; e de dois filhos de Younes, todos capturados no dia 20 de outubro.

Em 2011 O Presidente Russo : Vladimir Putin acusou a França e os Estados Unidos pelo assassinato do Lider Líbio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias