Terça, 30 de Novembro de 2021
°

-

Dólar
R$ 5,61
Euro
R$ 6,32
Peso Arg.
R$ 0,06
Anúncio
Geral Biografias

27 de Maio de 1977 a data mais sangrenta da história Angolana

Memória dos Angolanos

27/05/2020 às 13h16
Por: Horacio mahumane Fonte: Africa Profunda
Compartilhe:
27 de Maio de 1977 a data mais sangrenta da história Angolana

Tentativa de Golpe de estado protagonizado por Nito Alves contra o Governo de Agostinho Neto.

Nito Alves não pretendia fazer um golpe de estado mas sim uma manifestação pacifica sobre algumas injustiças que existiam no governo de Neto.

Como consequências Milhares de angolanos foram mortos e atirados em valas comuns sem qualquer julgamento.

Muitos quadros angolanos que haviam estudado fora e haviam regressado para ajudar no desenvolvimento do seu pais, também pereceram, muitos habitantes dos musseques do Cazenga, Rangel e Sambizanga morreram nesse dia.

Havia carros que faziam patrulhas recolhiam qualquer que considerassem culpado.

Muitos que exerciam alguns cargos politicos ou publicos inventavam nomes de quem mesmo não tinha participado so mesmo para se vingar.
-
Luanda transforma-se numa purga onde corpos mortos de varias formas (fuzilados, espancados, atropelados etc) eram atirados em valas comuns.

Os ditos “traidores” eram apresentadas na TV angolana antes de serem fuzilados. Foram exibidos na tv.

Foram mortos muitos dos melhores quadros Angolanos, combatentes experientes, mulheres combativas, jovens militantes, intelectuais e estudantes. Em Julho de 1979, Agostinho Neto, levando em consideração os actos dos dois últimos anos, decide dissolver a DISA pelos "excessos" que havia cometido.

O Bureau Político acusou inclusive o "grupo de Nito", de ser um aliado do inimigo interno (UNITA e FNLA) e externo (Zaire, África do Sul e EUA), de manipular as dificuldades do povo, efectuar calúnias contra dirigentes e de estar afastado das massas populares recusando-se a com elas conviver.

D e acordo com várias fontes, o número de militantes do MPLA, depois das depurações, baixou de 110.000 para 32.000. Estas acções de depuração do partido provocaram milhares de mortos.

Morreram em Angola 80.0001 pessoas

LUANDA PÓS 27 DE MAIO. Muitos quadros angolanos haviam morrido e muitos portugueses decidiram regressar ao seu pais porque estavam com medo.

Angola transforma-se num pais mais analfabeto ainda, sem quadros em diversos sectores publicos e politicos.

Foi então que Agostinho Neto recorre a Cuba e cuba aceita prestar apoio a Angola em todos os setores.

A MEMORIA DOS ANGOLANOS POS 27 DE MAIO.
-
Na memoria dos Angolanos pairava o medo de falar oque aconteceu nesse massacre .

A vida dos angolanos mudou drasticamente. Agostinho Neto mostra-se arrependido e muda o nome do partido de MPLA para MPLA-PT (partido do trabalho) partindo nas ideias marxistas e leninistas que diziam"trabalho,pão e agua para todos".

até hoje esse dia é desconhecido por muitos angolanos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias